Câmara Rejeita proposta de reforma política e mantém sistema eleitoral atual



Brasília. Em uma sessão que entrou pela madrugada de hoje, a Câmara dos Deputados decidiu, ao votar a proposta de reforma política, manter o financiamento misto de campanha e o atual sistema eleitoral para escolha de deputados federais, estaduais e vereadores.

O plenário rejeitou, por 264 votos, incluir na Constituição a permissão de que as empresas financiem as campanhas políticas. Um total de 207 deputados votaram contra e outros quatro se abstiveram.

A manutenção do sistema proporcional de lista aberta se deu com a rejeição de todas as propostas de modificação do modelo no plenário, entre as quais o chamado "distritão", que era a principal bandeira do PMDB.

No sistema atual, é possível votar tanto no candidato quanto na legenda, e um quociente eleitoral é formado, definindo quais partidos ou coligações têm direito de ocupar as vagas em disputa. Com base nessa conta, o postulante mais bem colocado de cada sigla entra.

DN

Comentários