Mulheres idosas são principais vítimas da violência na região do Cariri


Quase 1.700 casos de violência contra idosos, mulheres, jovens e crianças foram registrados no Crato, entre 2007 e 2015. Os dados, apresentados pelo Centro de Referência de Assistência Social (Creas), assustam a sociedade e preocupam as autoridades.


A coordenadora Ana Hirlene Brito acredita que a estatística é bem maior do que os números registrados pela equipe multidisciplinar do órgão.


Os idosos, principalmente mulheres acima de 60 anos, são as principais vítimas, superando as agressões contra crianças e adolescentes. Os crimes mais comuns, segundo a coordenadora do Creas, são ocasionados por negligência e exploração econômica.

Fonte: Ceará News7

Comentários