Header ads

ads

» » » Quase 1 tonelada de peixes mortos foram recolhidos de açude em Granjeiro

A população de Granjeiro vem padecendo com a seca. A crise hídrica, a pior da história da cidade, afeta diretamente o açude Junco, que abastece a população.
De acordo com o técnico em meio ambiente e habitante de Granjeiro, André Wirtzbiki , a crise se agrava frente à seca histórica, o consumo desenfreado e o mau uso das águas do açude Junco, o único manancial que abastece a sede do município e outras localidades vizinhas, onde cerca de 2000 pessoas dependem diretamente do reservatório.
O baixo nível da água vem provocando a morte dos peixes em grande quantidade, o que preocupa ainda mais os moradores. “Precisamos urgentemente que os órgãos responsáveis se pronunciem e tomem as devidas providências” – pediu André Wirtzbiki.
Segundo o granjeirense Paulo Anderson postou em sua página na rede social Facebook o açude Junco está com 4% de sua capacidade hídrica e está havendo um fenômeno que está acarretando a morte dos peixes, deixando a qualidade da água TOTALMENTE comprometida.
Ele pediu uma mobilização da comunidade. “Vamos juntos nos mobilizarmos e amanhã fazer nossa parte, retirando do açude o máximo de peixes mortos e o lixo acumulado na margem” – disse.

Paulo Anderson junto a voluntários recolheu quase uma tonelada de peixes na manhã de hoje


Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor nos avise através do Whatsapp (88) 8812-5476. Duvidas, criticas ou sugestões também podem ser enviadas em nosso contato Whatsapp. Anuncios
. Gostou do conteúdo? confira outras noticias em nossa fã page

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply