» » » » Crato: Comunidade do Gesso vai ganhar 20 minibibliotecas nas bugedas




Uma pequena biblioteca no meio da budega. Quem imaginaria? Local de circulação do bairro, as budegas foram escolhidas como pontos de leitura na comunidade do Gesso, em Crato, que deverá ganhar 20 novos pontos até fevereiro deste ano. 

A ação educativa faz parte do projeto “Território da Palavra”, do Coletivo Camaradas, ampliado este ano pela vitória no prêmio “Todos por Um Brasil de Leitores 2015” do Ministério da Cultura. 

Atualmente, são quatro pontos em budegas e pequenas mercearias constituído por uma caixa de madeira com 10 a 15 livros infanto­-juvenil, que deverá aumentar para 30 livros. 

O acesso é fácil e gratuito, como confirma Maria Clara, 7 anos, que já devorou quase todos os livros que ficam na budega de sua avó. “Gostei muito, porque são histórias diferentes e posso levar o livro para casa”, diz a estudante.

Maria Clara e sua última leitura.
Francisco Nascimento, coordenador do projeto e membro do Coletivo Camaradas, explica que com o recurso vindo da premiação novos suportes de zinco serão instalados, facilitando o acesso às crianças e a escolha dos livros. Além disso, cada ponto deverá ganhar uma placa indicando aquele local como um Ponto de Leitura. 

“Queremos aumentar cada acervo para 30 livros e com isso, estarmos contribuindo para a democratização da leitura e do conhecimento. Organizando os processos de contato com a literatura na comunidade, tanto das crianças com o aprendizado, como dos adultos no incentivo a ler”, Francisco declara.

Dona Glaucia, da budega do Bonfim, é uma apoiadora do projeto.

As minibibliotecas foram batizadas de “higinotecas” em homenagem a Antonio Higino, popular conhecido por seu trabalho de divulgação da literatura de cordel na cidade. 

O Coletivo Camaradas, com sede na Comunidade do Gesso, recebe doações de livros infanto-juvenis para acerto das “higinotecas”. Para doar, visite a sede na rua Ministro José Gonçalves, 29, em Crato, ou contate Francisco pelo número (88) 9.9621.1299.

Francisco, em frente a sede do Coletivo Camaradas na Comunidade do Gesso.
Por: Alana Maria ( caririrevista.com.br )


Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor nos avise através do Whatsapp (88) 8812-5476. Duvidas, criticas ou sugestões também podem ser enviadas em nosso contato Whatsapp. .

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply