Header ads

» » » Núcleo de Endemias realizará 4 ciclos de combate até o mês de junho em Juazeiro




Os agentes de Endemias de Juazeiro do Norte já estão colocando em prática o primeiro ciclo de visitas aos imóveis da cidade, com o objetivo de combater o mosquito Aedes aegypt, transmissor da dengue, zika e chicungunya. São 15 equipes, 14 delas espalhadas pelos bairros do município, visitando e realizando inspeções para localizar possíveis criadouros, além de prestar educação sanitária à população.

Serão realizados quatro ciclos até o mês de junho, segundo o Plano Municipal de Combate ao Mosquito Aedes aegypt. “O Programa Nacional de Combate à Dengue afirma que devem ser realizados de 4 a 5 ciclos anuais de combate ao mosquito, porém desde a situação emergencial que todo o país passou em relação a zika, chikungunya, dengue e microcefalia, foi elaborado um Plano de Enfrentamento, e esse plano nos direcionou a realizarmos 4 ciclos até o mês de junho no ano passado, mas agora em 2017 nós ainda vamos incluir neste plano a realização desses 4 ciclos no primeiro semestre”, afirmou a Coordenadora do Núcleo de Endemias da Secretaria de Saúde, Mascleide Feitosa.

Dentro do plano, muitas outras ações serão desenvolvidas. De acordo com Mascleide, a formação de brigadas de combate ao mosquito dentro das empresas também será de suma importância. Serão oferecidas palestras educacionais e treinamento para um ou dois funcionários. Eles deverão ficar atentos dentro da empresa, durante o intervalo entre os cliclos, além de facilitar o trabalho do Núcleo de Endemias, que saberá a quem se dirigir quando retornar ao local.

Também serão firmadas diversas parcerias com outras secretarias, como Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Serviços Públicos, Secretaria de Infraestrutura, Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho, Proex, Vigilância Sanitária, entre outras, além de Instituições religiosas e educacionais. Segundo Mascleide, a intenção é “trabalhar com todos os públicos do nosso município e fazer uma mobilização na cidade no combate ao mosquito”, afirma.

Será ainda viabilizado um aplicativo para smartphones, para que a população denuncie os possíveis focos e auxilie o trabalho do Núcleo de Endemias. Também será formado um Comitê intersetorial de combate ao mosquito Aedes aegypti, que vai contar com o auxílio de vários setores.

O plano deverá ser apresentado em breve, para que a população possa ficar ciente da situação e de como a gestão enfrentará o mosquito durante o ano de 2017. Através desses trabalhos, espera-se que o número de casos seja amplamente reduzido e que a população seja uma fiel parceira nos trabalhos de enfrentamento ao Aedes aegypt.

Foto: Helio Filho

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor nos avise através do Whatsapp (88) 8812-5476. Duvidas, criticas ou sugestões também podem ser enviadas em nosso contato Whatsapp. .

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply