Header ads

ads

» » » » Prazer da Palavra: Ideais em movimento 

"Se um homem não descobriu nada pelo qual morreria, não está pronto para viver". (Martin Luther King Jr).




Felizes são as pessoas movidas por um ideal. Se for preciso, acordam cedo. Se for necessário, dormem tarde. Se a tarefa exige, correm.

Pessoas com um ideal não reclamam, porque enxergam longe.

Não morrem de tédio porque trabalham felizes.

Pessoas com um ideal são felizes porque acreditam que podem mudar o mundo e certamente o mundo é melhor por causa delas.

Tristes são as pessoas que nunca tiveram um ideal e fazem da vida apenas um intervalo entre o passado e o futuro, entre o berço e o túmulo.

Mais tristes ainda são as pessoas que, tendo tido um dia um ideal, frustraram-se por causa do seus companheiros que desanimaram ou abandonaram o sonho, por causa das suas ideologias que perderam valor ou por causa da força do sistema que impediu que boas ideias fossem adiante.

Precisamos de idealistas.

Precisamos de pessoas que recusam como aceitáveis a desigualdade e a opressão.

Precisamos de pessoas que amam a justiça e por isto são perseguidas, mas elas sabem por que são rejeitadas.

Precisamos de pessoas que são inspiradas por Deus para seguirem por trilhas difíceis, mas elas sabem de onde lhes vem a força.

Quando estamos tristes e nos sentamos ao lado de um idealista, sentimos o calor que flui de sua vibração. Quando olhamos para elas, o brilho do seu olhar nos toca. Quando as ouvimos, somos levados a pensar que a vida vale a pena. A disposição dos idealistas para a realização de seus projetos nos contagia.

Fazemos bem quando nos juntamos a pessoas que têm a cabeça no céu de onde ouvem o chamado para transformar o chão onde seus pés convivem.

Israel Belo de Azevedo

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor nos avise através do Whatsapp (88) 8812-5476. Duvidas, criticas ou sugestões também podem ser enviadas em nosso contato Whatsapp. .

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply