Header ads

ads

» » » Prazer da Palavra: Lugares temporários

"Quando caminhar pelo vale do desconhecido, você encontrará as pegadas de Jesus à sua frente e do seu lado". (Charles Stanley)





O vale da sombra, no qual vemos a morte (Salmo 23.4), é temporário.

O vale é um lugar por onde passamos. Nós passamos por lugares temporários. Os vales são temporários.
O vale da invalidez é temporário.
O vale da dor é temporário.
O vale da solidão é temporário.
O vale da depressão é temporário.
O vale do desespero é temporário.
O vale do medo é temporário.
Se estivermos nele, não podemos esquecer que é temporário.
Se estivemos nele, sabemos que foi temporário. Sabemos também que, quando estávamos lá, Deus estava também. Quando saímos, ele estava ao nosso lado, de igual modo.
De lá, olhamos para o monte. Desejamos estar no monte. Imaginamos morar lá.
O monte é um lugar por onde passamos. Nós passamos por lugares temporários. Os montes são temporários.
O monte da velocidade é temporário.
O monte do prazer é temporário.
O monte da alegria é temporário.
O monte da casa ou a sala cheia é temporário.
O monte da vitória é temporário.
O monte da coragem é temporário.
Se estivemos lá, sabemos que Deus para lá nos levou, conosco lá esteve, mas foi temporário.
Pode ser que nos leve de volta para lá, mas será temporário.
O vale é temporário e não devemos desejá-lo. O monte é temporário e é bom que o queiramos.
Entre o vale e o monte, descortina-se uma longa planície, o lugar onde mais tempo vivemos e nos qual Deus também está. Onde ele está, está a nossa serenidade, chorando, cantando ou seguindo.
Lembremo-nos, portanto, que há lugares temporários e há lugares que são, de fato, os nossos lugares.


Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor nos avise através do Whatsapp (88) 8812-5476. Duvidas, criticas ou sugestões também podem ser enviadas em nosso contato Whatsapp. .

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply