Header ads

ads

» »Unlabelled » Em ato público, servidores pedem proposta à gestão de Juazeiro do Norte

Em ato público, servidores pedem proposta à gestãode Juazeiro do Norte. Os servidores públicos de Juazeiro do Norte realizaram manifestação na manhã desta quarta-feira (28). O ato público ocorreu na Praça da Prefeitura e os manifestantes cobram propostas de reajuste salarial por parte da gestão municipal, além da correção da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF) dos professores beneficiados com o precatório.
O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Juazeiro do Norte (SISEMJUN), Marcelo Alves, disse que a manifestação é a continuidade do calendário de paralisações que a categoria estabeleceu em assembleia. O presidente revelou que uma greve pode ocorrer há qualquer momento, já que o mês de março é o prazo limite para as negociações com a gestão, conforme estabelecido pelos servidores.
Os profissionais cobram reajuste de 8,32% para todas as categorias e 6,81% para os professores. A gestão municipal fez proposta de 6,81% para a classe docente e de 03% para a os demais servidores, mas não há sinais de negociação sobre o imposto de renda cobrado pela gestão municipal aos professores que receberam o precatório em 2017, e isso seria o principal entrave para a manutenção da greve do magistério.
Já sobre os demais servidores do município, o sindicato tem como proposta mínima o percentual de 4,1%. Para os trabalhadores, em 2017, acumularam-se perdas salariais e o reajuste para 2018 não poderá se limitar a reposição inflacionária. Há também os pagamentos de reposição retroativa a janeiro, que não foram pagos em 2017 e não seriam pagos em 2018, pela atual proposta da gestão.
A reportagem do Badalo procurou a o prefeito Arnon Bezerra para falar sobre o assunto, mas fomos informados que ele está em viagem à Fortaleza.                 (Portal Badalo)
FOTO: Adriano Duarte

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply