Header ads

ads

» » » » » A saga para pagar as contas no cariri.





Vários moradores da região procuram a redação do ccev para reclamar da dificuldade em achar um local que receba os boletos de vários setores e valores, Nesta segunda-feira (07), uma fila chamou a atenção de quem passa no centro do Crato.





Eram tantas pessoas que a fila alcançou todo o quarteirão. 

A população diz que não consegue fazer pagamentos de alguns boletos nas lotéricas e questiona a falta de estabelecimentos que recebam boletos de altos valores, fazendo com que lotem os poucos locais de recebimento e ate mesmo levando as pessoas aos bancos que só abrem as 10hrs, que historicamente, sempre teve lotação no setor de pagamentos.

O numero de reclamações quanto a empresa Brisanet são as maiores, os consumidores alegam que só existem dois pontos de atendimento para pagamentos na cidade de Juazeiro do Norte, pagamentos de DARF e Licenciamentos também não são aceitos em todos os estabelecimentos.

Moradores relatam ter de sair de bairros distantes para ir ao centro da cidade pagar as contas, onde a concentração de pessoas é enorme, causando a perda de tempo devido a fila que se forma nos locais de pagamento

Segurança

Algumas pessoas também relatam a falta de segurança em lotéricas e pontos de chegue e pague, onde existe grande fluxo de recebimentos em espécie, mas não se podem ver segurança nenhuma, Além da falta de estrutura para proteção das pessoas em relação ao clima (Sol e Chuva)

Código de barras

Relatos que em algumas lotéricas e “chegue e pague”, os atendentes não recebem pagamentos somente com códigos de barras, fazendo com que as pessoas percam o tempo na fila e ainda precisem procurar uma forma de imprimir o boleto para pagamento.

Leonardo Silva / Redação Cariri, como eu vejo

Fale com o CCEV, envie a sua matéria, mostre o Cariri como você também vê. É só clicar e falar diretamente no whatsapp

http://bit.ly/whatsccev

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply