quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Sem manutenção, viaduto em Crato apresenta riscos

Viaduto cratense de quase 40 anos permite acesso a vários municípiosdo Cariri e corre risco de desabar. FOTO: Jornal do CaririConstruído em 1980, o viaduto localizado na entrada do Crato, que dá acesso à Avenida Thomaz Osterne de Alencar, está com a estrutura danificada.

 Foi o que apontou uma vistoria feita pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-CE) no local. Na parte de baixo do viaduto, é possível ver que um bloco cedeu com as últimas chuvas e o equipamento precisa de manutenção o quanto antes. Quem precisa passar pelo viaduto teme que a situação piore e provoque acidentes. 

Segundo o inspetor chefe do CREA no Cariri, houve o deslocamento de um bloco e a borda do viaduto está sem contenção. "Houve o desplacamento de um bloco, que a gente chama de patologia da construção. São efeitos graves que não podem acontecer. A ponta do viaduto não tem mais apoio e isso pode implicar em desabamento, caso não seja feito uma intervenção", explica Frederico Tavares de Sá, inspetor chefe do CREA no Cariri. 

José Cláudio Lopes Sousa é motorista e costuma passar por baixo do viaduto diariamente. "O barro está descendo e, quanto mais chove, pior fica. Por esse viaduto passam caminhões pesados. Se a estrutura está danificada, coloca em risco a vida das pessoas que transitam por aqui. A quadra chuvosa está se aproximando e, se tivermos chuvas fortes, eu acredito que o pior pode acontecer", confidencia José Cláudio Lopes. 

A comerciante Maria Nilda Lima Soares diz que o equipamento, construído na década de 80, precisa de uma intervenção imediata. "Não é só construir e pronto. Construções precisam de manutenção e não é isso que eu tenho visto aqui nesse viaduto. Será que os órgãos competentes só vão tomar uma providência quando um desastre acontecer? Eu espero que vidas não sejam ceifadas pela falta zelo da iniciativa pública", desabafa Maria Nilda Lima Soares. Em Nota, o Departamento Estadual de Rodovias informou que vai enviar uma equipe técnica até o viaduto, para que seja feita uma vistoria no equipamento.   

    (Jornal do Cariri)


Nenhum comentário:

Postar um comentário