População passa a noite nas portas dos PSF para fazer cartão ‘Crato Cuidando de Você’


Usuários do serviço de saúde no município do Crato estão passando a noite na porta dos Postos de Saúde da Família para conseguir fazer o cartão “Crato Cuidando de Você”. A denúncia é de usuários do serviço que tentaram fazer a inscrição e não conseguiram, mesmo chegando as 11 horas da noite anterior.

O Senhor Rivaldo Júnior é dos que tem tentando fazer o cartão e não tem conseguido. Ele mora ao lado do PSF no bairro Batateiras e mesmo assim tem enormes dificuldades, pois garante que as pessoas começam a chegar na noite anterior para pegar uma das senha e alguma delas ainda não são atendidas. “Elas permanecem na fila durante a noite, debaixo de sol e chuva. É humilhante”.

A senhora Eloísa Vitorino, vive em uma cadeira de rodas e disse que não sabe o que fazer para conseguir o Cartão, já que a informação é que não há reservas para ou prioridade para pessoas com mobilidade reduzida, cadeirantes ou idosos. “Eu não posso sair daqui pegar um taxi pra passar a noite no posto. Minha mãe é idosa. Eu não sei o que fazer”, lamenta.

Em conversa com o secretário de saúde do município, André Barreto, ele admite que estão ocorrendo as filas, mas disse que isso se deve à desinformação. Conforme conta, as pessoas estão achando que o cartão tem data limite para se inscrever. Outra informação que provocou a correria para os postos foi que não haveria atendimento médico sem o novo cartão. e o secretário desmente essas informações.

André revela que há data limite ou limitação no atendimento por falta do cartão. “O que haverá é um atendimento especial para quem já fez o cadastro, como agendar consulta pelo telefone e receber a confirmação de consultas e exames por SMS”, disse. Ele destaca ainda que as pessoas que não fizeram o cartão agora poderão fazer quando passarem por um procedimento qualquer.

Já sobre o atendimento prioritário, o secretário destaca que a lei federal garante a prioridade nas filas para idosos e pessoas com mobilidade reduzida. Com isso, a própria equipe deve se organizar para observar os atendimentos. Sobre as pessoas que não têm condições de ir ao PSF, ele garante que a partir do dia 15 de fevereiro haverá uma equipe para prestar esse atendimento.  

   (Site Badalo)

Comentários