quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Camilo Santana afirma que Moro vai reavaliar saída da Força Nacional do Ceará


Capital e interior receberam reforço de mais de 400 homensda Força Nacional. FOTO: Rodrigo Gadelha

O governador Camilo Santana declarou, nesta quinta-feira (7), que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou que irá reavaliar a saída das tropas da Força Nacional do Ceará. A retirada das equipes de segurança aconteceria de maneira progressiva a partir desta semana, segundo afirmação do secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, na última terça-feira (5).

De acordo com o governador, a presença da Força Nacional no Estado tem uma importância simbólica. “Hoje, nós temos 29 mil homens nas forças de segurança do Ceará, e a Força Nacional tem 408 homens”, disse.

Camilo Santana afirmou ter sido surpreendido com a notícia, na imprensa, da saída das tropas de segurança após ter solicitada a renovação da permanência por mais 30 dias.

“Entrei em contato com o próprio ministro, e ele me garantiu que ia reavaliar e que, na realidade, não ia ser uma saída imediata e, sim, progressiva. Uma parte sairia essa semana e a outra, daqui a 30 dias. Eu solicitei que ele reavaliasse, para que permanecesse toda a tropa nos próximos 30 dias aqui no estado do Ceará, mais por uma questão de precaução”, explicou.

O governador declarou, ainda, que continua se reunindo com as forças de segurança do estado para acompanhar a situação, mesmo com a diminuição dos ataques. “Apesar de quase não ter mais ocorrências, é importante que o nosso trabalho no sistema prisional continue”, disse.

(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário