segunda-feira, 11 de março de 2019

Combate a fake news sobre vacinas será iniciada nas redes sociais


Gigante das mídias sociais, o Facebook anunciou que vai excluir grupos e páginas que espalham informações falsas sobre vacinas na plataforma. A prática tem prejudicado as campanhas de vacinação no Ceará e no país. A empresa não informou, porém, quando as medidas começam a funcionar na prática.A rede social fundada por Mark Zuckerberg é a mais popular do planeta, com aproximadamente 2,27 bilhões de perfis, conforme dados compilados pela empresa de pesquisas Statista.

O Brasil é o 3º país com mais usuários na plataforma, com cerca de 130 milhões.Em setembro, o Ministério da Saúde havia rastreado 185 focos de fake news na internet – temas de saúde alvo de publicações com dados ou evidências científicas incorretos. Cerca de 90% dos focos de mentiras eram sobre vacinas – como publicações que tratam de supostos riscos de imunizantes. Nos últimos anos, houve no País queda significativa nas taxas de imunização contra doenças como sarampo e poliomielite.

via Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário