quinta-feira, 11 de abril de 2019

Ministério Público pede a condenação de prefeito e secretários de Barbalha por improbidade administrativa


O Ministério Público Estadual, através da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Barbalha, ingressou com uma ação civil pública pedindo a condenação por ato de improbidade administrativa do prefeito de Barbalha Argemiro Sampaio Neto, secretários municipais e outros ordenadores de despesa.

O motivo da ação é a compra de 13.800 garrafões de água mineral por R$ 55.200,00 em empresa atribuída a um tio do prefeito e sua esposa, que é funcionária pública municipal. Os pagamentos foram feitos a um terceiro, que é filho do tio do prefeito, Antônio Diego Filgueiras Sampaio.

O Promotor de Justiça Saul Cardoso Onofre de Alencar argumentou entre muitas outras coisas, o favorecimento da empresa na licitação do município, o fato da frente do prédio da empresa ser livre do pagamento de Zona Azul e que veículos da prefeitura eram usados para ir buscar os garrafões na loja.

Na ação o Promotor de Justiça requer, contra os acusados, perda função pública, pagamento de multa de até 100 vezes o valor da remuneração percebida e indisponibilidade de bens.

Veja o documento na íntegra

Fonte Badalo

Nenhum comentário:

Postar um comentário