sábado, 25 de maio de 2019

Atriz Lady Francisco morre aos 84 anos, no Rio de Janeiro


Foto: Globo/Tata Barreto

A atriz Lady Francisco morreu na tarde deste sábado (25), no Rio de Janeiro, aos 84 anos de idade. Em entrevista à Quem, o filho Oscar Francisco confirmou a informação.

Conforme o diretor da TV Globo, a mãe teve uma piora no quadro de saúde na noite desta sexta-feira (24). “Infelizmente, mamãe faleceu hoje, às 13h. O céu ganhou mais uma grande estrela”, disse.

Em nota, o hospital informou que a morte da atriz foi registrada às 13h10 deste sábado, por falência de múltiplos órgãos, decorrente de isquemia enteromesentérica (transtorno vascular agudo dos intestinos), relata o boletim assinado por Paulo Henrique Ribeiro Bloise, diretor médico da unidade.  

Lady Francisco estava hospitalizada no Hospital Unimed Barra, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, desde o fim de abril, após quebrar o fêmur durante um passeio com seus dois cachorros no Parque Guinle, onde morava. 

Durante o tratamento na unidade de saúde a atriz foi operada, porém teve complicações após a cirurgia, precisando ser entubada, sedada e depois submetida a uma traqueostomia. Ela estava na UTI do hospital. Além de Oscar, de 53 anos, Lady deixa mais uma filha, a corretora de imóveis Andrea Frank, de 54 anos.

Vida e carreira

Leyde Chuquer Volla Borelli Francisco de Bourbon, mais conhecida como Lady Francisco, nasceu em Belo Horizonte (MG). A carreira artística teve início na capital mineira, com participações no rádio e na TV Itacolomi. Em 1972, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde estreou na televisão e no cinema. A primeira novela da atriz foi Jerônimo – o Herói do Sertão (1972), na TV Tupi.

O papel mais recente da atriz na televisão foi na novela Malhação: Vidas Brasileiras, em 2018, onde ela interpretou a personagem Lorraine. 

Entre as novelas que a atriz participou podemos destacar grandes marcos na TV Globo, como A Escrava Isaura (1976), de Gilberto Braga; Marrom Glacê (1979), de Cassiano Gabus Mendes; e Baila Comigo (1981), de Manoel Carlos; e um de seus maiores sucessos populares, como a personagem Gisela, em Louco Amor (1983), de Gilberto Braga. A atriz também trabalhou na Record.

Além da TV, Lady Francisco atuou no cinema. Entre os destaques de sua carreira estão os filmes O crime do Zé Bigorna (1977), de Anselmo Duarte; a ambígua Lígia em Lúcio Flávio – o Passageiro da Agonia (1977), de Hector Babenco; e como uma das protagonistas de Profissão: mulher (1982), de Claudio Cunha, como uma carente e complexada solteirona. 

Fonte Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário