segunda-feira, 27 de maio de 2019

Projeto desenvolve a coleta seletiva de lixo em 14 escolas de Juazeiro do Norte


Material coletado é entregue à Associação Engenho do LixoAs preocupações com o meio ambiente e com as futuras gerações fizeram com que a Fundação Educativa Cultural Soldadinho do Araripe (Fecusa) desenvolvesse o projeto “Coleta Seletiva: caminhando para um novo amanhã”, em 14 escolas da rede municipal de ensino de Juazeiro do Norte. A ação estimula que os estudantes façam a destinação correta dos resíduos sólidos.

Até dezembro, cerca de 5 mil alunos estarão envolvidos com o projeto e um dos objetivos é que eles se tornem agentes multiplicadores, levando a coleta seletiva para suas comunidades. “A receptividade está sendo a melhor possível.

Algumas escolas já produziram mais de 500 kg em apenas cinco meses de projeto”, conta físico o professor aposentado Paulo Sérgio, coordenador voluntário da Fecusa.

O material recolhido, que poderia estar jogado nas ruas, por exemplo, é destinado para a Associação Engenho do Lixo, em Juazeiro do Norte, que recolhe os resíduos para serem reciclados. “Nos dias em que vivemos, sobretudo, com enchentes, poluição, necessitamos com urgência projetos como esse, assegurando a saúde e qualidade de vida da população”, justifica Paulo.

A equipe do projeto, também composta por uma engenheira ambiental, uma engenheira sanitarista e dois estagiários, é responsável por capacitar 20 alunos em cada escola contemplada. Eles participam de oficinas na escola e orientam os demais colegas sobre a importância da coleta e a preservação do meio ambiente.

Cada escola desenvolverá um ponto de coleta, contando com um conjunto de lixeiras coloridas feitas com pneus e uma estação produzida em bambu e palete. Os itens estão prontos, mas ainda não foram adesivados.

(Blog Diário Cariri)

Nenhum comentário:

Postar um comentário