Projeto rejeitado – Milagres está fora do consórcio do Aterro Sanitário


A Câmara de Vereadores de Milagres rejeitou o projeto que trata sobre a regulamentação do consórcio para a implantação do aterro sanitário dos municípios do Cariri oriental. A votação ocorreu na manhã desta sexta-feira, 12, e por 7 votos a 3, o projeto foi derrubado. Com isso, o município está fora do grupo das nove cidades e devem receber recursos do governo do estado, destinados às cidades que têm satisfação no Índice de Qualidade do Meio Ambiente (IQM).

 

A votação já havia sido adiada por várias vezes e finalmente ocorreu em sessão extraordinária nesta sexta-feira. Mesmo fora do prazo havia uma expectativa de que com a aprovação, o município encabeçasse o consórcio que receberia recursos do fruto da arrecadação do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A estimativa é que o prejuízo seja superior a R$3 milhões de reais.

 

Para ser aprovado, o projeto necessitava de votação qualificada, pelo menos oito voto. Foram favoráveis a proposta os vereadores Giancles Filgueira, Ozório Alves, Ivan Rodrigues, Geraldo Neto, Francisco José Pereira (Lorim) e Jorge de Iraci. Já os vereadores Ubelardo dos Santos, Fernando Sampaio e Antônio Gilderlande (Landim) rejeitaram a proposta. Beto Mitrado é presidente da Mesa Diretora e participa da votação.

 

Em entrevista ao site Badalo, o líder do governo na casa, Giancles, disse que há uma ação politiqueira que provocou a reprovação da matéria.  Nossa redação ainda não consegui contato com o vereadores de e oposição ao governo.

Fonte Badalo

Comentários