Suspeito de executar passageira de carro de aplicativo em Fortaleza é preso; jovem morta era do Cariri


FOTO: Darley Melo

O suspeito de executar a tiros a passageira de um transporte por aplicativo, na noite de segunda-feira (22), no Bairro Dom Lustosa, em Fortaleza, era agiota e matou a vítima por causa de uma dívida de R$ 1.500, segundo a polícia. Welington Luís Esteves das Neves, 35 anos, foi autuado em flagrante por homicídio qualificado. Ele já tem passagem na polícia por tráfico de drogas.

A vítima é Milena Soares da Silva, 18 anos. Ela foi morta após pegar o transporte por aplicativo no Terminal do Antônio Bezerra e descer do carro no cruzamento das ruas Rui Monte com Água Verde, no Bairro Dom Lustosa, por volta de 19h30 de segunda-feira (22). Ao desembarcar, a jovem se preparava para pagar a corrida quando um motociclista apareceu no local e atirou contra ela. 

Milena estava morando há pouco tempo em Fortaleza, vinda de Várzea Alegre, na região do Cariri, segundo informou a polícia. Na capital, a jovem trabalhava em um shopping, ganhando um salário mínimo, e acabou contraindo dívidas, de acordo com o delegado Renato Almeida.  

Na casa do suspeito, a polícia encontrou a motocicleta e as vestimentas de Welington usadas no dia do crime, além de cadernos, agendas e anotações indicando uma lista de pessoas que teriam feito empréstimo de dinheiro com ele, segundo o delegado.
A polícia vai seguir com as investigações do caso com intuito de identificar se existe uma rede de agiotagem atuando na cidade.              

    (Diário do Nordeste)

Comentários