Juazeiro do Norte tem alta nas exportações do comércio calçadista


A Prefeitura de Juazeiro do Norte, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedeci), destaca o volume de exportações acumulado no primeiro semestre desse ano: US$ 303. 612. Esse valor é quase 65% (64,9%) superior ao do mesmo período de 2018. O carro-chefe foi o calçado, somando US$ 252.824, o que representa alta de 61,6%.

Segundo o Secretário da Sedeci, Michel Araújo, uma parte do segmento calçadista, devido à crise no Brasil, resolveu apostar mais no exterior. “Para isso, fizeram capacitações, adequaram seus produtos e melhoraram o padrão de qualidade”, afirmou.

Foram exportados também extratos tanantes e tintoriais, relacionados ao processo de curtimento do couro, e móveis. O maior mercado foi a vizinha, Argentina, que comprou US$ 154. 708, seguida por Bolívia (US$ 49.904) e Peru (US$ 40.364).Tailândia, Colômbia, Costa Rica e Cabo Verde também foram outros destinos. Os dados são do estudo Análise em Comex – Municípios, realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC.

Sedeci na Indústria 
A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação está trabalhando para impulsionar a Indústria. O PRODECII, programa municipal voltado a consultorias especializadas, já atendeu 11 empresas, esse ano. No total, serão atendidas 20, até novembro.

Além disso, a Sedeci tem sido ponte entre os industriários e as Instituições de Ensino Superior do Cariri, facilitando a inserção de estagiários nas fábricas e tornando-as mais competitivas, a partir do impacto na produção com mão de obra qualificada. Um dos setores mais impactado é o de calçados.

“O fortalecimento do tripé poder público, iniciativa privada e academia, conforme orientação do Prefeito Arnon Bezerra, vem aquecendo a nossa economia. Todos ganhamos”, disse o Secretário, Michel Araújo.
Foto: Anderson Duarte

Informações da assessoria de imprensa

Comentários