Café pela Vida marca Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, na Praça da Sé, em Crato


Com demonstrações de carinho, homenagens e mensagens de luta e esperança, mulheres se reúnem na Praça da Sé e celebram a união pela causa femininaNa última segunda-feira (25), quando se celebra o Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, o Centro de Referência da Mulher do Crato (CRM), equipamento da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), esteve presente na manifestação “Café pela Vida”, na Praça da Sé.

O momento, organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher Cratense (CMDMC), reuniu fotos de vítimas de feminicídio, a exemplo da professora Silvany Inácio de Souza, assassinada em 2018, pelo ex-companheiro.

Na ocasião, a presidenta do CMDMC, Verônica Isidório, deixou claro que a luta continua para que os índices de feminicídio diminuam na região. A coordenadora do CRM, Audilene Fernandes, enalteceu a importância da celebração desse dia e destaca a atuação do Centro na defesa e no apoio às mulheres vítimas de violência.

“Trabalhamos com acolhimento e atendimento psicológico e social, orientação e encaminhamento jurídico à mulher em situação de violência, proporcionamos o atendimento e o acolhimento necessários à superação de situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher e o resgate de sua cidadania”, explicou.

O Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher se configura como a abertura dos 16 dias de ativismo pelo fim do feminicídio e outros tipos de violência de gênero, campanha edificada em todo o mundo, conduzida pela Organização das Nações Unidas (ONU), indo até o dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Crato, no último dia 20, as manifestações já mostravam força com a Marcha das Mulheres Negras.

via News Cariri

Comentários