Crato se prepara para implementação de unidade de Farmácia Viva no município


Por meio de projeto apresentado pela Secretaria Municipal de Saúde, o município do Crato foi contemplado, pelo Ministério da Saúde, com a implantação de unidades de Farmácias Vivas. O município conquistou a quinta colocação concorrendo com outros 140 projetos de todo o país.

As Farmácias Vivas são unidades farmacêuticas que produzem medicação preparada com plantas que tiveram confirmadas cientificamente sua atividade terapêutica, colhidas em hortas muitas vezes cultivadas pelos próprios usuários do SUS.

As espécies são escolhidas considerando o conhecimento tradicional sobre plantas medicinais de cada região e de acordo com o perfil epidemiológico de cada comunidade.A coordenadora da Assistência Farmacêutica da Secretaria de Saúde do Crato, Emanuela Machado, explica que, além do consumo in natura, a população terá a oportunidade de usar produtos fitoterápicos manipulados em laboratório que será montado pelo município, seguindo o padrão estabelecido pela Secretaria de Saúde do Estado e pelo Ministério da Saúde.

O destino dessas plantas e dos seus produtos derivados é a rede de atenção básica do município.
“Nossa região é, naturalmente, rica em plantas medicinais e o uso delas faz parte da cultura do povo cratense. Em novembro, receberemos a visita do agrônomo do Núcleo de Fitoterápicos (Nufito) da Secretaria de Saúde do Estado, que fará um diagnóstico situacional local e vai apresentar as orientações para a organização do horto de plantas da saúde, bem como acerca do cultivo, coleta e manejo das plantas.

Numa etapa posterior, realizaremos a compra dos equipamentos necessários para a manipulação dos produtos fitoterápicos (cápsulas , pomadas, xaropes) que serão dispensados à população nas Unidades de Saúde da Família da nossa rede”, informou Emanuela.

Na manhã de ontem, dia 1º, o secretário de Saúde do Crato, André Barreto, esteve no Viveiro de Mudas Municipal com o gestor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial (SMADT), Brito Junior, e com a coordenadora da Central de Abastecimento Farmacêutico da Secretaria Municipal de Saúde, Erica Ricarte, para um reconhecimento prévio do ambiente onde deverão ser cultivadas as plantas do viveiro central, de onde partirão as mudas para os viveiros comunitários.

“A parceria com a Secretaria de Meio Ambiente é fundamental pela sua experiência exitosa na produção de mudas de várias espécies, inclusive medicinais. Em breve, estaremos oferecendo mais uma opção de tratamento de baixo custo, porém com qualidade e segurança à nossa população”, considerou André Barreto.

via News Cariri

Comentários