Juazeiro e Crato estão entre os municípios cearenses que lideram a previsão de faturamento na Black Friday


FOTO: Flávio Rovere
O Ceará tem previsão de faturamento de R$ 138 milhões na Black Friday deste ano. A estimativa representa 3% do total do Nordeste, que deve ultrapassar os R$ 445 milhões.

Fortaleza é líder na previsão de faturamento entre os municípios cearenses (R$ 77 mi), acompanhada de Juazeiro do Norte (R$ 5 mi), Sobral (R$ 3,5 mi) e Caucaia (R$ 1,7 mi). Crato, Maracanaú, Quixeramobim e Quixadá devem atingir R$ 1 mi em vendas cada um, de acordo com o Lead , instituição responsável pelo evento no Brasil.
Conforme a empresa, os produtos que têm maior intenção de compra para 2019 são os de maior valor agregado e de desejo.

O destaque fica por conta dos smartphones (37%); eletrodomésticos (36%); televisores (29%); informática (24%); móveis e decoração (22%), conforme pesquisa realizada no site oficial do evento. 

A região Sudeste permanece sendo responsável pelo maior faturamento em números absolutos do Black Friday, com 59% do total do evento. Logo após vem o Sul (16%), Nordeste (14%), Centro Oeste (8%) e Norte (3%). 

“O Black Friday vem batendo recordes de faturamento todos os anos, desde quando lançamos o evento no Brasil. Depois de um crescimento mais moderado nos anos do ápice da crise, hoje, ainda que a economia não esteja totalmente recuperada e com turbulências políticas, há uma maior confiança para gastar, inclusive aproveitando-se de compras represadas nesses períodos ”, explica Ricardo Bove, idealizador do evento.

A data criada nos Estados Unidos para estimular a comercialização de produtos e ou serviços a preços mais acessíveis tem a expectativa de superar os R$ 3,15 bilhões no Brasil, com uma movimentação econômica recorde em 2019.

O faturamento significa um aumento de 21% em comparação a 2018, segundo estimativa de dados gerados a partir do histórico das edições anteriores e com base no tráfego do site oficial do evento.                   

     (Diário do Nordeste)

Comentários