Navio grego é o principal suspeito de ter derramado óleo que chegou às praias do Nordeste


A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta sexta-feira (1º) uma operação em conjunto com a Interpol que investiga a origem do óleo derramado no mar que contaminou as praias do Nordeste.

Um navio de bandeira grega seria o responsável pelo vazamento que se tornou um desastre ambiental.Conforme a investigação, o navio chegou à Venezuela no dia 15 de julho. O derramamento ocorreu entre os dias 28 e 29 de julho, a 700 quilômetros da costa do Brasil.

Dois mandados de busca são cumpridos no Rio de Janeiro em endereços ligados a contatos de uma empresa grega responsável pelo navio. Os mandados foram expedidos pela 14ª Vara Federal Criminal de Natal/RN, em sedes de representantes e contatos da empresa grega no Brasil.

Marinha, Ministério Público Federal, Ibama e as universidades Federal da Bahia (UFBA), de Brasília (UnB) e Universidade Estadual do Ceará (UEC) realizaram em conjunto as investigações.

via Ceará Agora

Comentários