Encontros da Tradição 2019 chega ao fim e Prefeitura de Juazeiro do Norte lança programação oficial do Ciclo de Reis


Após uma semana de apresentações culturais, rodas de conversa e vivências reunido mestres e brincantes da cultura popular com a comunidade, foi encerrado nesta sexta-feira 20, o Encontros da Tradição 2019.

O momento antecede o Ciclo de Reis e integra as realizações do Projeto Culturas Populares, desenvolvido pela Prefeitura de Juazeiro do Norte, através da Secretaria de Cultura e da Organização da Sociedade Civil Zaíla Lavor.

A Universidade Patativa do Assaré recebeu em sua sede, no bairro Aeroporto, os grupos Maneiro Pau Mestre Bigode e a Banda Cabaçal Meninos da Paz. Ambos tiveram a oportunidade de demonstrar sua arte e dialogar com as crianças e jovens assistidas pela entidade, a respeito dos saberes da tradição.

Já o público pode interagir durante a performance dos brincantes e nesta aproximação, conhecer e entender o significado da cultura popular.
“É importante que as pessoas enquanto cidadãos estejam empoderadas em relação ao que faz parte da nossa história.

Estes grupos são de Juazeiro do Norte, residem na cidade. Então precisamos conhecer, saber que a nossa cultura é uma das mais vistas e belas do Brasil, defendeu Josué Farias, presidente da OSC Zaíla Lavor.

Na avaliação da assessora técnica especial de arte cultura da Secult, Luciana Dantas a administração municipal tem enxergado a cultura popular, bem como as outras linguagens artísticas do município, com sensibilidade respeito de forma que o projeto Culturas Populares tem se consolidado como uma iniciativa que está levando as expressões da cultura popular para toda a população.

“Isso faz com que as pessoas se integrem, percebam, sintam o que acontece na comunidade, conheçam a música, a poesia, as vestes, as danças, enfim todos os elementos que fazem parte da nossa identidade cultural” destacou. A perspectiva é de que o Encontros da Tradição seja ampliado em 2020, fortalecendo a parceria com escolas, ONGs e espaços da tradição, visando garantir estratégias para a perpetuação dos saberes e fazeres da cultura popular.

Em sua terceira edição o edital Culturas Populares já contemplou mais de 120 grupos de tradição envolvendo cerca de 2 mil brincantes. Em relação ao incentivo à economia criativa, a organização do evento estima que circule dentro do município mais de R$ 300 mil durante o evento, sendo injetados diretamente na sua realização, aproximadamente R$ 200 mil e cerca de R$ 60 mil destinados aos mestres, brincantes e produtores culturais.

A partir desta segunda-feira, 23, será realizado o cortejo de abertura do Ciclo de Reis com concentração e saída da praça Dirceu de Figueiredo, em frente à Prefeitura, com destino à Alameda Juazeiro – Centro de Gastronomia Rita Araújo da Silva, a partir das 16 horas. A programação irá do dia 25 de dezembro ao 6 de janeiro.

Fotos: Carlos Lourenço

Fonte Acessória Imprensa

Comentários