Extremistas islâmicos atacam base militar em Burkina Faso


Um grupo de extremistas islâmicos atacou uma base militar em Burkina Faso. Trinta e uma mulheres estão entre os mortos.

O ataque do grupo armado no norte do país desencadeou intensa batalha. Os militares dizem que sete soldados e 80 militantes foram mortos.

Quando os militantes fugiram do local, atacaram civis. As mulheres foram mortas ao longo do caminho.

O presidente Roch Marc Christian Kabore divulgou uma declaração pedindo que as pessoas observem dois dias de luto.

Muçulmanos compõem a maioria da população de Burkina Faso, e cristãos representam 25%. Eventos de Natal, planejados em igrejas e outros locais, foram cancelados.

Grupos extremistas islâmicos, como a Al Qaeda e o Estado Islâmico, estão ganhando força em Burkina Faso e outras nações do oeste africano, na região de Sahel.

No Níger, uma base militar foi atacada em 10 de dezembro, deixando mais de 70 soldados mortos.

Com informações da Agência Brasil

Fonte Notícias ao Minuto

Postar um comentário

0 Comentários