Mais atenção com a saúde: decisão da Justiça obriga pais a vacinarem seus filhos


Começa a se espalhar pelo país decisões da Justiça obrigando os pais a vacinarem os seus filhos. Essa medida ainda não chegou ao estado do Ceará, mas leva pais cearenses a refletirem sobre a importância de imunização dos seus filhos contra doenças, principalmente o sarampo.

A decisão surge em meio à queda da cobertura vacinal e o reaparecimento de doenças erradicadas, como é caso do sarampo. Inúmeros casos de famílias que não vacinam os filhos têm chegado à Justiça, que passou a determinar a imunização das crianças.

Nos últimos seis meses, houve ao menos três episódios no País, em Minas, São Paulo e Santa Catarina.Especialistas explicam que a vacinação é um direito previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e que a falta de proteção contra doenças põe a vida das crianças em risco. Nesses casos, os pais podem ser multados e até perder a guarda da criança.

A queda da cobertura vacinal é um problema que tem aumentado nos últimos anos. Segundo dados do Ministério da Saúde, das oito vacinas obrigatórias para crianças de até 1 ano de idade, apenas a BCG, que protege contra a tuberculose e é dada após o nascimento, atingiu a meta de 95%.

A cobertura da tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, caiu de de 102% em 2011 para 91%. Segundo o ministério, com as campanhas realizadas no ano passado, 2019 conseguiu superar a meta e 99% das crianças de 1 ano vacinadas. 

via Ceará Agora

Comentários