Juazeiro do Norte pode receber polo de empreendedorismo feminino


As Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedeci), Cultura (Secult) e Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest), de Juazeiro do Norte, juntam-se ao Instituto Rede Mulher Empreendedora com o objetivo de formar um polo de empreendedorismo feminino, fomentando a economia criativa. 

O Instituto Rede Mulher Empreendedora – Irme, com o apoio do Google, desenvolve o maior programa de capacitação de mulheres do Brasil, o Ela Pode, que ajuda na garantia da independência financeira e melhora a autoestima e autoconfiança das participantes. As capacitações abordam temas desafiadores nas áreas do empreendedorismo e da empregabilidade, como liderança, comunicação, finanças, networking, marca pessoal, negociação e ferramentas digitais. 

Em Juazeiro do Norte, essas temáticas serão tratadas no próximo dia 17, das 9 às 18h, no Centro de Referência de Assistência Social – Cras – do João Cabral, beneficiando mulheres daquela localidade e também do bairro Timbaúbas. Haverá ainda uma oficina de confecção de adereços do reisado, tendo em vista a expressividade desse tipo de grupo folclórico em toda a região do Cariri. 

No mês passado, essas ações reuniram 62 mulheres dos bairros Frei Damião e Triângulo. Elas confeccionaram coroas do reisado. A oficina foi ministrada pelo artesão José Nilton, da Secretaria de Cultura. O Secretário Executivo da Sedeci, Jerônimo Freire, palestrou sobre marca pessoal para o fortalecimento do negócio. A Diretora de Comércio e Serviços da Sedeci, Josefa Costa, falou sobre o uso das redes digitais. A jornalista e empreendedora, Monike Feitosa, abordou o networking. 

O programa Ela Pode estar em consonância com o projeto Mulheres Empreendedoras, que já vem sendo desenvolvido pela Diretoria de Comércio e Serviços da Sedeci.

via Gazeta Cariri

Comentários