Brasil registra primeira morte por coronavírus, em São Paulo


Está confirmada a primeira morte pelo coronavírus no Brasil, no estado de São Paulo. A vítima é um homem de 62 anos, com histórico de diabetes, hipertensão e hiperplasia prostática (o aumento benigno da próstata, natural em homens mais velhos). O óbito foi confirmado pelo Governo do Estado de São Paulo na manhã desta terça-feira (17). 

Novas informações devem ser divulgadas pelo Governo de Estado de São Paulo nesta terça às 13h. Ainda não há detalhes sobre o local onde o homem morava nem se ele viajou ao exterior ou teve contato com alguém contaminado no Brasil.

São Paulo tem 152 casos confirmados da doença até esta segunda-feira, segundo o Governo do Estado, com mais 1.777 casos suspeitos de coronavírus. Em todo o Brasil são 234 casos confirmados, conforme boletim do Ministério da Saúde da segunda-feira. 

Assim como nos casos de gripe e da Sars (síndrome respiratória aguda grave, também causada por um coronavírus), o novo coronavírus costuma vitimar pessoas que tenham moléstias como diabetes (quem tem a doença tem 8,1 vezes o risco de morrer em relação a uma pessoa sem problemas crônicos de saúde), hipertensão (6,7), doenças cardiovasculares (11,7) e doenças respiratórias crônicas (7,0).

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19, no dia 11 de março. O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas. O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.                (Diário do Nordeste)

Comentários