Explosões em Juazeiro do Norte assustam moradores e deixam sinais de rachaduras nas casas


Moradores de Juazeiro do Norte ficaram assustados após explosões terem sido ouvidas e tremores sentidos na noite desta segunda-feira (9), na localidade de Três Marias. Populares acreditam que as explosões estariam vindo de alguma atividade de exploração de rochas na região. Alguns deles chegaram a ter as casas danificadas, entre as quais foram registrados sinais de rachaduras nas paredes. Segundo relatos, os abalos ocorrem desde o último sábado (7).

“A gente foi informado que estão perfurando 50 metros e colocando a bomba para poder dar essa explosão, e pessoas tendo as casas rachadas. É inadmissível”, disse a comerciante Giseuda Soares.
Alguns moradores foram prejudicados de forma física e financeira pelas explosões. A dona de casa Vanderlânia Fernandes teve um ferimento no ombro depois que parte do forro da casa veio abaixo.

Já o reciclador Gilvan Pereira mostra os sinais de rachadura nas paredes que apareceram após os tremores.

Segundo o sargento Aires Alexandre, da Polícia Militar Ambiental, os agentes foram acionados pelos moradores para a ocorrência de abalos na região. Ao chegar no local, foram encontrados vestígios de que foram utilizadas dinamites na área. “Usaram de maneira excessiva, o que causou esse impacto que foi praticamente sentido em toda a cidade”, relatou.

Depois de realizar uma varredura na área, o Corpo de Bombeiros informou que foram encontrados vários estilhaços de pedras e foi sentido um forte cheiro de queimado. “Fizemos buscas no local para tentar encontrar alguém que estivesse ferido, mas nada foi achado, além de alguns maquinários. Devemos retornar nesta terça-feira para ver que tipo de atividade está sendo feita aqui para decidirmos outras medidas podem ser tomadas”, informou o capitão Artur Graça.

Ainda de acordo com os bombeiros, pelo menos dois requisítos mínimos são necessários para que qualquer empresa possa realizar atividade de exploração de rochas: licença ambiental e autorização do Exército Brasileiro para uso de explosivos.

Fonte:> Diariodonordeste.verdesmares.com.br

Postar um comentário

0 Comentários