VoePass suspende voos em Juazeiro do Norte; passagens não estão mais à venda


A VoePass, antiga Passaredo, anunciou que deve suspender temporariamente todos os seus voos em Juazeiro do Norte e demais bases a partir de segunda-feira (23). A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (20), pela companhia devido o quadro pandêmico do novo coronavírus (Covid-19) levar a aérea a uma grande baixa na comercialização de passagens, sendo a primeira do país a deixar de operar totalmente. 

Todos os dois voos diários da companhia com destino a Fortaleza – operados em parceria com a Gol Linhas Aéreas – serão suspensos, mas ainda não foi revelado prazo para a retomada destes. As passagens, que eram comercializadas no site da Gol, já não podem mais ser adquiridas. 

“Nas últimas semanas, a demanda pela comercialização de passagens chegou próximo de zero, enquanto os no-show (ausências) e cancelamentos cresceram substancialmente”, afirmou a empresa. 

Segundo a companhia, as passagens já adquiridas poderão ser remarcadas sem custo ou taxa, para qualquer voo futuro, ou o passageiro pode deixar o valor da passagem como crédito para uso até um ano da data prevista. Para caso de reembolso do bilhete, a empresa aérea tem até um ano da data do voo para realizá-lo. 

Voos da Azul com destino a São Paulo (Campinas e Guarulhos) e Recife, bem como os dois voos diários da Gol para o Aeroporto Internacional de Guarulhos permanecem sendo operados no terminal Orlando Bezerra de Menezes, até segunda ordem. 

Situação da empresa 
A empresa disse que “deliberou com os sindicatos a melhor forma para preservar os postos de trabalho e as propostas estão sendo apresentadas aos colaboradores”. Entre as medidas a companhia concederá para parte dos colaboradores licença remunerada, com pagamento de 20% do salário base a todos os funcionários em licença a título de abono. Já os colaboradores que permanecerão em atividade na empresa, estes poderão ter redução na carga horária e no salário, incluindo casos de home-office. Todos os diretores e gerentes irão manter normalmente suas atividades, também com redução salarial. 

Outras companhias já anunciaram redução de voos ou cancelamento de rotas, como a Azul Linhas Aéreas, que devem deixar de operar em Mossoró (RN) e suspender temporariamente voos em Campina Grande (PB). A MAP Linhas Aéreas, que é subsidiária da VoePass, anunciou que já suspendeu as operações em 13 destinos, a maioria no Norte do país. Foi mantido apenas um contrato de fretamento naquela região.

(Fonte: Site Badalo)

Comentários