Aeroporto de Juazeiro opera apenas com 5% dos voos entre março e abril


Conforme redução geral de voos em todo país e aplicação da malha essencial de operações aéreas no Brasil, o Aeroporto de Juazeiro do Norte teve drástica redução operacional nos últimos dois meses. Apesar de uma perspectiva de aumento de 3% no carnaval em relação a 2019, entre os meses de março e abril a queda no número de voos no terminal juazeirense foi de mais de 90%, devido a situação pandêmica da Covid-19.

A exatamente um ano a empresa estatal espanhola Aena Desarrolo arrematava seis terminais aeroportuários nordestinos, incluindo o Orlando Bezerra de Menezes. Sendo o primeiro terminal a iniciar a administração da nova concessionária, em janeiro deste ano, a empresa já enfrenta uma dura situação na aviação mundial.

Formada para administrar os aeroportos arrematados no país, a Aena Brasil informou que todos os terminais aeroportuários geridos por esta tiveram significativa redução em operações, inclusive em carga. Desde a primeira quinzena de março o movimento no Aeroporto de Juazeiro não foi superior a 5% de sua capacidade.

A situação, no entanto, está lentamente voltando a normalidade, com o aumento de algumas operações da Azul Linhas Aéreas no terminal. A perspectiva é que a partir de maio a Gol Linhas Aéreas volte a operar uma de suas rotas para São Paulo, que estão suspensas até o momento. No entanto, o retorno das operações normais do aeroporto podem demorar ainda mais, dependendo do controle da situação da pandemia do novo coronavírus.

Via Site Badalo

Comentários