Ciops já registrou mais de 10 mil denúncias por comércios abertos e aglomerações no Ceará


Entre 20 de março a 14 de abril, período que corresponde a 26 dias, a Coordenadoria de Operações de Segurança (Ciops) atendeu a 10.219 ocorrências por descumprimento ao isolamento social previsto no Decreto Estadual N° 33.519 – assinado pelo governador Camilo Santana como medida de combate ao novo coronavírus (Covid-19). Os dados abrangem os núcleos da Ciops em Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte.

Das mais de 10 mil ocorrências somadas, 5.280 referem-se às aglomerações de pessoas e 4.939 são de denúncias acerca de comércios abertos.

Entre os dias 20 de março e 5 de abril, a Ciops já contabilizava 7.836 ocorrências do tipo e, no mesmo período, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) registrou 51 ocorrências contra estabelecimentos comerciais, conforme dados compilados pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp). Desde que o decreto N° 33.519 entrou em vigor no Ceará, no último 20 de março, todos os registros contra estabelecimentos comerciais foram feitos em delegacias da PCCE.

Dispersão

Uma das denúncias aconteceu na noite do último dia 9 de abril. Por volta de 21h40min, operadores do Núcleo de Videomonitoramento (Nuvid) da Ciops visualizaram uma aglomeração de pessoas em um bar no Bairro Jardim da Oliveiras, em Fortaleza. Uma equipe da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi enviada ao local e, após dar orientações a todos que estavam presentes no local, realizou a dispersão das pessoas.

Inicialmente, os policiais orientam a dispersão ou encerramento de atividades indevidas. Caso haja reincidência no descumprimento do decreto, os responsáveis são encaminhados a uma delegacia da Polícia Civil. O infrator pode ser autuado por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

Atuação da PM ampliada

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a Polícia Militar do Ceará vem ampliando sua forma de atuação para coibir infrações, orientando e fiscalizando comércios, corredores bancários e locais onde haja aglomeração de pessoas e funcionamento inadequado de estabelecimentos.

“É importante lembrar que estamos adotando essas medidas pensando na segurança de toda população, estamos evitando que o vírus se propague e que prejudique, ainda mais, nossa cidade. Com a compreensão de todos, logo estaremos de volta à vida normal”, afirma o Coronel Comandante Geral da Polícia Militar, Alexandre Ávila.

Denúncias

É possível fazer denúncias de irregularidade, tais como a aglomeração de pessoas ou o funcionamento de estabelecimentos considerados não essenciais, pelo telefone 190.

Barbalha. Foto: Reprodução/redes sociais.

FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE

Postar um comentário

0 Comentários