Estados Unidos ultrapassam marca de 50 mil mortos por coronavírus


Os Estados Unidos chegaram nesta sexta-feira, 24, à marca de 50 mil vidas perdidas em razão da pandemia da covid-19. O país concentra o maior número de vítimas fatais e o maior contingente de pessoas infectadas em todo o mundo. Segundo a Universidade Johns Hopkins, que compila dados da covid-19, os EUA tinham às 16h30 de hoje 50.360 mortos e 884.004 pessoas infectadas desde o começo da crise.
No Brasil, o Ministério da Saúde informou 357 mortes nas últimas 24 horas, com um total de 3.670 vítimas fatais. Entre ontem, 23, e hoje foram 3.504 casos confirmados. Desde o começo do surto o País já confirmou 52.995 contágios.
Globalmente, ainda de acordo com a Johns Hopkins, o total de mortos é de 194.664 e o de pessoas contaminadas de 2.780.094.
Balanço do coronavírus na Europa
Na Itália, segundo país com mais óbitos pela covid-19, a Defesa Civil confirmou outras 420 mortes, menor número em 24 horas desde 17 de março. O total de óbitos no país está agora em 25.969. O número de pessoas contaminadas na Itália desde o começo da pandemia chegou a 192.994, um crescimento de 3.021 casos em relação a ontem.
Na Espanha, as vítimas fatais da doença causada pelo novo coronavírus são agora 22.524. Os casos positivos para covid-19 chegaram a 219.764, depois de aumentar em 2.796 nas últimas 24 horas. Os dados são do Ministério da Saúde da Espanha.
A França registrou 389 novas mortes entre ontem e hoje. São no total 22.245 óbitos e 122.577 contágios confirmados, crescimento de 1.773 em relação a ontem.
No Reino Unido foram mais 684 mortes desde ontem, o que elevou o total de vítimas fatais da covid-19 para 19.506. O total de infectados no país é de 143.464, crescimento de 5.386 em relação ao último relatório. Os dados são do governo britânico.

Foto: Sarah Silbiger/Getty Images/AFP

FONTE: O POVO ONLINE

Comentários