Hospitalização em UTIs e ventilação mecânica em Fortaleza quase dobra em 24 horas


Num período de 24 horas, entre segunda (13) e terça-feira (14), cresceu de 38 para 73 o número de hospitalizações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de Fortaleza para atender a casos confirmados de covid-19. O aumento foi de 92,1%, segundo o boletim epidemiológico mais recente da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), divulgado nesta terça. 

Também ocorreu crescimento nas hospitalizações com ventilação mecânica, medida de auxílio respiratório aplicada em casos mais graves. Elas passaram de 31 para 61, representando aumento de 96,8%. 

Em relação a casos suspeitos da covid-19, as unidades de saúde da Capital registraram aumento de 36 para 56 nas internações em UTIs, refletindo acréscimo de 55,6%. Na ventilação mecânica, as hospitalizações subiram de 29 para 46, um incremento de 58,6%.

Em todo o Ceará, o número de internações de casos confirmados e suspeitos em UTIs foi de 113 para 169, no mesmo período, conforme a Sesa – aumento de 49,6%. Na ventilação mecânica, passou de 87 para 135 – crescimento de 55,2%. 

Os dados constam no registro diário das internações feita pelas equipes dos hospitais que atendem a casos da doença. Além de Fortaleza, nesta terça, havia casos de internação hospitalar em mais quatro municípios: Juazeiro do Norte, Sobral, Caucaia e Quixeramobim. 

86 
Este é o número de mortes por coronavírus apenas em Fortaleza, de acordo com Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). A capital cearense registra 1845 casos da Covid-19. 

Perfil 
De acordo com o boletim epidemiológico, dos pacientes internados por casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por coronavírus, 54,9% são homens e 45,1% são mulheres. A maioria está na faixa etária maior de 60 anos, mas há registro de seis pacientes de até 19 anos, sendo quatro com menos de um ano de idade. 

Quase 90% dos leitos de UTI estão ocupados no Ceará, segundo o secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto. Ele lembra que 160 novos leitos foram implantados no Estado, nas últimas três semanas, com previsão de chegar a 690 leitos extras.                             (Diário do Nordeste)

Postar um comentário

0 Comentários