Terreiros de matrizes africanas de Juazeiro do Norte produzem máscaras de proteção ao coronavírus


Com o apoio da Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio do Núcleo de Educação para a promoção da Igualdade Racial (Nepir), comunidades de povos tradicionais de terreiros estão produzindo máscaras que serão utilizadas para proteção contra o coronavírus. Inicialmente, o projeto, intitulado “Cuidado inspira proteção”, irá encaminhar as máscaras para os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município, para que sejam entregues à população. 

Atualmente, seis terreiros estão envolvidos com o projeto. O foco de distribuição, de acordo com a coordenadora do Nepir, Moema Alves, é para os bairros em que há uma grande concentração de populações em situação de vulnerabilidade social, a exemplo do Frei Damião, João Cabral e Triângulo. “A pandemia tem provocado dificuldades na aquisição desse equipamento de proteção. O sentimento de desamparo aumenta quando nem se tem recursos financeiros para tentar comprar. Assim, a preocupação genuína com o próximo, mobilizou os povos tradicionais a confeccionarem máscaras para essa população”, afirma a coordenadora. 

O Projeto “Cuidado inspira proteção” também promove, através das redes sociais do NEPIR, serviços de acolhimento por meio de mensagens de representantes das diversas crenças religiosas. “A iniciativa é uma continuidade ao diálogo inter-religioso que vem sendo promovido, como forma de garantia dos direitos humanos e à diversidade”, afirma a também coordenadora Herlania Galdino.

Fonte: Gazeta Cariri

Postar um comentário

0 Comentários