Atividade econômica no Ceará será retomada nesta segunda-feira em fase de transição; isolamento social continua


Está previsto para esta segunda-feira (1°) o retorno das atividades econômicas no Ceará de acordo o plano anunciado pelo governador Camilo Santana na última quinta-feira (28) e ratificado por meio de uma transmissão ao vivo realizada nas redes sociais neste sábado (30). Haverá a partir desta segunda uma fase de transição, seguida por outras quatro, cada uma com 14 dias, com a divisão das atividades liberadas para retomarem por grupos. Já na primeira fase, setores do comércio já poderão funcionar.

Durante transmissão ao vivo pelas redes sociais na noite de ontem, o governador do Ceará, Camilo Santana também confirmou com um decreto, a prorrogação das medidas de isolamento social no Estado por mais sete dias e apresentou as diretrizes para a fase de transição do plano de retomada da economia local. Mas com a propagação do coronavírus no interior, o chefe do Executivo estadual anunciou, também, que mais 7 cidades deverão implementar medidas mais rígidas de isolamento, assim como Fortaleza.

A partir desta segunda-feira (1º), Caucaia, Maracanaú, Sobral, Acaraú, Itapipoca, Itarema e Camocim terão de seguir medidas sanitárias mais duras. Os sete municípios já registram mais de 7,4 mil casos confirmados de covid-19 e 340 óbitos causados pela doença, segundo a Secretaria da Saúde. Outras 55 cidades tiveram, no decreto publicado na noite de ontem (30), a recomendação de adotar mais rigor no combate à pandemia do novo coronavírus.

O governador voltou a mencionar a importância das medidas de isolamento para conter a propagação do novo coronavírus no Estado. E ainda disse que, apesar do início da fase de transição, o projeto da retomada será pautado pelas orientações dos especialistas da saúde. Os indicadores de contaminações, internações e óbitos pela Covid-19 serão observados constantemente para determinar se as fases terão continuidade no tempo previsto de 14 dias para cada etapa.

Veja abaixo os horários de escalonamento para as atividades liberadas

Comércios

  • 10h às 16h

Construção Civil e Indústria de Transformação

  • 7h às 17h

Serviços (executando atividades vinculadas a outras cadeias)

  • 8h às 20h, ajustando as jornadas às características dos diversos segmentos

Administração Pública

  • 9h às 18h

Outros setores de atividade

  • Serviços essenciais em funcionamento atualmente continuam com horário regular
  • Instituições de Ensino ainda com atividades suspensas
  • Admite-se que o horário de 8h concentrará uma gama de serviços que não são impactados pelas regras acima (os essenciais, serviços domésticos, etc.)

Ceará agora

Postar um comentário

0 Comentários