Bolsonaro ainda espera decisão do STF no caso Adélio, diz ministro


Novo ministro da Justiça, André Mendonça diz que Jair Bolsonaro ainda tem esperanças de ver a investigação sobre o possível mandante da facada avançar no Supremo Tribunal Federal.

A Corte, segundo o ministro, pode decidir autorizar a quebra de sigilo telefônico dos advogados de Adélio Bispo, o autor do atentado. Mendonça falou do assunto no Poder em Foco, do SBT que vai ao ar neste domingo, após o Programa Silvio Santos.

“Uma das vertentes importantes dessa investigação ainda não pode ser efetivada justamente por essa indefinição judicial sobre a viabilidade desse acesso ou não ao telefone dos advogados… Espero que seja o mais breve possível (a decisão do STF), até porque se há algum mandante, se há algum agente externo que tenha motivado ou contribuído para o ato do Adélio, essa pessoa está solta e certamente coloca o presidente da República numa situação de maior risco,se há essa figura”, alertou.

Nesta semana, a Polícia Federal concluiu no inquérito sobre o caso que Adélio agiu sozinho e sem mandantes. A PF disse que não foi comprovada a participação de partidos políticos, facções criminosas, grupos terroristas ou mesmo paramilitares em qualquer das fases do crime.

Na entrevista, André Mendonça, que assumiu o ministério no dia 29 de abril, também fala sobre a saída de Sergio Moro e avalia os desdobramentos do inquérito que apura a acusação de tentativa de interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. O programa vai ao ar neste domingo após o Programa Silvio Santos.

PROIBIDO DE FALAR – Adélio Bispo: considerado como inimputável, o esfaqueador está preso em Campo Grande ./Reprodução

Por Robson Bonin

Fonte: Revista Veja

Postar um comentário

0 Comentários