Ceará receberá central de testes para produzir 10 mil exames de Covid-19 por dia


A cidade do Eusébio, no Ceará, foi escolhida pela Fiocruz para sediar uma Central de Processamento de Testes Moleculares para Covid-19. A instalação tem prazo de finalização em 30 dias e deve realizar 10 mil exames diários para o novo coronavírus.

O custo total da estrutura é R$ 60 milhões e faz parte de uma doação do projeto “Todos pela Saúde”, financiado pelo Itaú-Unibanco. O equipamento ficará localizado no Polo Tecnológico de Saúde da Precabura e empregará 150 funcionários.

“Após passar a pandemia, o legado continua e o laboratório permanecerá em nossa cidade. Além disso, se tornará o polo de diagnóstico do Nordeste para Covid-19, e receberá uma gama de especialistas que trarão seus conhecimentos para o município”, afirmou Eilson Gurgel, secretário de Desenvolvimento Econômico de Eusébio.

Os materiais utilizados na central são oriundos da China. A cidade carioca do Rio de Janeiro também ganhará um estabelecimento, com capacidade para 17 mil testes diários.

O Ceará é um dos estados mais afetados pela doença, com mais de 20 mil diagnósticos positivos. Conforme dados oficiais da Secretaria da Saúde, 1,4 mil pessoas morreram no estado em consequência da Covid-19.

O objetivo das Centrais é ampliar o número de testes moleculares no Brasil. Atualmente, a capacidade é de 28 mil por dia – com os novos espaços, deve subir para 55 mil.

O país apresenta três unidades especializadas no procedimento: duas em São Paulo e uma em Curitiba, no Paraná. Assim, os dois centros doados pelo Fiocruz irão distribuir a carga de exames e propiciar um diagnóstico mais preciso, distinto do teste sorológico.

No exame molecular, a prova envolve o atual estágio de propagação do novo coronavírus. Logo, atesta se, no instante do teste, aquele paciente está infectado ou não.

Foto: Divulgação

Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários