Com 200 respiradores e toneladas de EPIs adquiridos, avião deve pousar em Fortaleza domingo (17)


A mercadoria vem do Exterior em avião fretado pelo Governo do Ceará. Os equipamentos vão ajudar na abertura de novos leitos de UTI e na proteção de profissionais que estão atuando na linha de frente do combate ao coronavírus

O Governo do Ceará vai receber, no próximo domingo (17), mais uma carga vinda do Exterior com equipamentos que vão reforçar o trabalho do Estado no enfrentamento à pandemia do coronavírus. O avião deve decolar da China amanhã (16), às 14h, carregado com 103,7 toneladas de material, entre eles 200 respiradores e material de proteção individual para os profissionais que estão atuando na linha de frente ao atendimento de pacientes e na manutenção das regras de isolamento social. O governador Camilo Santana informou via redes sociais, na noite desta sexta-feira (15), a previsão para que a aeronave pouse em solo cearense.

“Vão ser 103,7 toneladas, dessa vez trazendo 200 respiradores para o nosso estado, e mais equipamentos de proteção individual para que a gente possa garantir todos os equipamentos necessários para os nossos profissionais de saúde e também de segurança pública”, disse Camilo.

Ontem, o Estado e a Prefeitura de Fortaleza já tinham recebido 20 respiradores comprados aqui no Brasil. Eles fazem parte de uma carga de 94 aparelhos adquiridos pelas gestões estadual e municipal, com recursos próprios, mas que haviam sido retidos pela União, mas que a Justiça determinou a liberação. Com esses, já são 58 aparelhos do lote de 94 que chegaram ao Ceará. O governador disse que essa tem sido a luta diária para a ampliação dos serviços. “Nós ainda estamos em um curva crescente de casos no Ceará. Há um aumento da demanda de tratamento, principalmente os pacientes mais graves que exigem um leito. Já são quase 70% a mais de leitos de UTI criados nesses quase 50 dias de pandemia aqui no estado”, declarou.

O chefe do Executivo estadual deu outra boa notícia durante sua transmissão pelas redes sociais, dessa vez para as famílias beneficiadas pelo Cartão Mais Infância. O Governo antecipou hoje o pagamento a mais de 47 mil mães que têm crianças de zero a cinco anos e 11 meses. “Nós antecipamos do dia 15 de junho para 15 de maio a parcela mensal do pagamento dessa transferência de renda”, confirmou.

Trabalho coordenado
Camilo Santana também se manifestou sobre a saída do até então ministro da Saúde, Nelson Teich. O gestor estadual pediu que a pasta coloque em prática seu papel, especialmente em um momento tão delicado quanto o atravessado pelo Mundo por conta do coronavírus. “Isso deixa uma insegurança muito grande de enfrentamento dessa pandemia. O Brasil precisa ter uma coordenação geral que possa orientar as ações no país. É o Ministério da Saúde o grande responsável por essas ações sanitária e de saúde pública, que deve sempre se pautar por decisões e orientações técnicas e da ciência, e não por questões políticas e ideológicas. A gente espera que o Ministério da Saúde possa assumir seu papel de coordenação, orientando os estados, definindo protocolos, discutindo o isolamento social, definindo regras. Esperamos que o novo ministro, infelizmente o terceiro diante dessa pandemia, que ele possa liderar e fazer as parcerias com os estado”, enfatizou.

O governador voltou também a destacar os números do Ceará referente ao isolamento social, que em diversas plataformas tem se mantido em primeiro ou segundo lugar, mantendo entre 50% e quase 54% de isolamento. Em Fortaleza, Camilo mostrou gráficos que retratam a situação na capital cearense. “Aqui em Fortaleza, onde implantamos o isolamento social rígido, temos informações da Prefeitura. Na Vila Pery é o menor índice. O Bom Jardim atingiu apenas 31%. Mas ouve um avanço muito significativo. Mostra que estamos melhorando o isolamento social na Capital, mas ainda não estamos com o indicador que almejamos, que é de 70%”, ponderou Camilo.

Fotos: Ascom Casa Civil

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Postar um comentário

0 Comentários