Com 579 novos registros, Ceará ultrapassa 14 mil casos confirmados por Covid-19; mortes chegam a 940


O número de casos confirmados de Covid-19 já ultrapassa a marca dos 14 mil no Ceará, com o registro de 14.467 diagnósticos positivos. O número de óbitos em decorrência da doença também avançou para 940 até por volta das 9h20 desta sexta-feira (8).

Em relação ao último boletim epidemiológico desta quinta-feira (7), que apontava 13.888 casos e 903 óbitos, o acréscimo foi de 579 diagnósticos positivos e de outras 37 mortes. Os números atualizados constam na plataforma IntegraSUS da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).

Conforme o balanço, 167 municípios já têm confirmações da doença pandêmica. Do total de pacientes infectados, Fortaleza registra 10.154 casos e 727 óbitos, sendo a cidade com maior concentração do novo coronavírus desde o início da pandemia. Com 603 e 311 casos, respectivamente, Caucaia e Maracanaú, na Região Metropolitana (RMF), aparecem na sequência.

Em todo o Estado, a Sesa investiga 28.641 casos e já realizou 38.183 exames para testagem da doença. A taxa de letalidade da Covid-19 está em 6,5%.

Primeiro dia de lockdown em Fortaleza tem bloqueios em vias

O primeiro dia de bloqueio total das atividades não essenciais em Fortaleza foi marcado por bloqueios nos acessos à cidade e por ruas e avenidas esvaziadas. Locais públicos amanheceram com pouco movimento nesta sexta. Contudo, o “lockdown” na Capital registrou pequenas aglomerações em terminais de ônibus e próximo a agências da Caixa, além de congestionamentos nas barreiras instaladas para controlar o fluxo de pessoas.

A medida restritiva se estende até o dia 20 de maio e tem o objetivo de aumentar os índices de isolamento social e diminuir o número de casos de Covid-19 no Estado. A interrupção das atividades foi decretada pelo governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio na última terça-feira (5), em decretos estadual e municipal, respectivamente.

Desobediência pode virar caso de polícia

O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, afirmou que, ao desobedecer a ordem de retornar para casa em saídas não justificadas, a pessoa vai ser levada à delegacia, durante o lockdown em Fortaleza.

O secretário participou de coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (7) para dar mais detalhes do decreto de isolamento no Ceará.

A cidade foi dividida em 124 quadrantes, que vão ter dezenas de blitze e barreiras físicas nos 20 principais corredores e nas sete entradas principais de Fortaleza. Os carros só poderão circular com todos os ocupantes usando máscara.

Foto: AFP

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários