Em entrevista, Camilo anuncia chegada de 200 respiradores ao Ceará


O governador Camilo Santana (PT) sinalizou, em entrevista à GloboNews nesta terça-feira (5), que 200 respiradores devem chegar ao Ceará nos próximos dias. Segundo ele, os equipamentos fazem parte de um lote de 700 respiradores, adquirido na China. A data da entrega dos demais itens não foi informada.

“Nós adquirimos 700 respiradores fora do Brasil. Estamos aguardando os 200 primeiros chegarem agora”, enfatizou Camilo.

Na entrevista, o governador aproveitou para ressaltar a importância da renovação do decreto de isolamento social no Estado, com a obrigatoriedade do uso de máscara em todo o território e o endurecimento das regras de circulação em Fortaleza a partir de sexta-feira (8). Na Capital, somente será permitida a circulação de pessoas que estejam indo trabalhar em serviços essenciais, às unidades de saúde, farmácias ou comprar itens alimentícios e de higiene, entre outras situações essenciais.

As pessoas que descumprirem as regras estarão sujeitas à aplicação de sanções administrativas, cíveis e criminais.

Segundo Camilo, as medidas são necessárias diante da queda no isolamento social na Capital e, simultaneamente, do crescimento no número de casos confirmados e óbitos pela Covid-19. Ele ressaltou que, se as regras não fossem endurecidas, haveria um colapso no sistema de saúde público. No Estado, já são 11.140 casos confirmados da Covid-19, sendo 795 mortes – uma taxa de letalidade 6,9%.

“A Capital concentra quase 80% dos casos confirmados. As medidas são necessárias para diminuir a velocidade de transmissão da doença. Os nossos especialistas têm mostrado que, se não tomássemos essas medidas, iríamos saturar o sistema de saúde”, afirmou.

Ele apontou, ainda, que a Capital já tem cerca de 94% das UTIs ocupadas. Camilo ressaltou, também, que, nos últimos 45 dias de crise sanitária, o Executivo Estadual tem entregado entre 10 e 15 leitos de UTI por dia e, mesmo assim, o cenário tem se agravado.

O governador ainda disse que estudos apontam que o Estado vive um crescimento da curva de incidência de casos. E para evitar o agravamento da projeção, foi necessário endossar as regras de isolamento social.

“Essa medida é para salvar vidas, e nós vamos usar todas as nossas forças, inclusive policiais, para alertar a população e fazer cumprir o isolamento. Acho que é um momento de todos nós nos unirmos, independente de partido ou idelogia, para combater esse inimigo invisível. Fazer o apelo para cumprir o isolamento social, que é uma atitude de solidariedade”, ressaltou o governador.

[render contentId=”1.2216450″

Foto: Reprodução

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários