Homem é autuado por criar porcos em lixão e vender carne para estabelecimentos comerciais no Ceará


Um homem foi alvo da Operação Carne Limpa, do Ministério Público do Ceará (MPCE), por criar porcos em um lixão no município de Apuiarés, interior do estado, e vender a carne para estabelecimentos comerciais da região. Dezenas de animais que estavam em situação irregular foram apreendidos. 

O promotor de Justiça de Pentecoste, Jairo Pequeno Neto, conta que os porcos viviam em meio a resíduos sólidos do lixão, alimentando-se de lixo orgânico e inorgânico e dejetos. Depois, a carne era vendida para comerciantes dos municípios de Apuiarés, General Sampaio e Pentecoste. 

O suspeito foi levado à Delegacia Regional de Itapipoca, da Polícia Civil, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental. A operação contou com apoio da Polícia Militar e da Vigilância Sanitária de Apuiarés. 

Segundo Jairo Pequeno Neto, criadouros clandestinos de suínos são ‘bombas-relógio’ ambientais. “Os animais estavam sendo criados em meio ao lixo, inclusive hospitalar, longe da fiscalização sanitária, sendo impróprios para o consumo humano, por oferecer enorme risco à saúde”. 

O titular da Comarca de Pentecoste ressalta que crimes ambientais do tipo devem ser denunciados imediatamente aos órgãos competentes, como a polícia e o Ministério Público.   

Foto: Reprodução

Fonte: G1 CE         

Postar um comentário

0 Comentários