Pandemia impede tradicional Caminhada da Fraternidade entre Crato e Juazeiro


O 1º de maio, Dia do Trabalhador, é celebrado no Cariri com uma caminhada que já é tradicional. Neste ano de 2020 seria a 30ª edição da Caminhada da Fraternidade que nas primeiras horas da manhã do dia 1° de maio, leva milhares de pessoas a percorrerem cerca de 15 km entre a Igreja de São Francisco, em Crato, e o Santuário dos Franciscanos, em Juazeiro do Norte. O evento conta com homens e mulheres de várias idades que, em comunhão, andam entre os dois municípios cantando e rezando.

A concentração acontece por volta das 3h da madrugada, em frente a Igreja de São Francisco, no bairro Pinto Madeira, na cidade cratense. Uma hora depois, após uma oração, o grupo começa a caminhada de quase quatro horas de duração em direção a Juazeiro. Na medida em que a multidão avança pela Avenida Padre Cícero (CE-292), outras pessoas se juntam a caminhada. 

Alguns participantes carregam faixas e cartazes lembrando a Campanha da Fraternidade do ano. Através deste evento, a igreja católica busca chamar atenção para as políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir os direitos previsto na Constituição Federal. Este ano, em decorrência da pandemia da Covid-19, o evento não foi realizado.

FOTO: Arquivo / Gazeta do Cariri
Fonte: Site Gazeta Cariri

Comentários