Preso um dos suspeitos de participar de ataques no Ceará em 2019


Foi preso, no bairro Vicente Pinzon, José Mário Acelino de Lima, 24, o “Irmão 37”. Ele é apontado pela Polícia Federal como integrante do grupo de Ednal Braz da Silva, o “Sciliano”, detento que teria comandado os ataques a equipamentos públicos e privados no Ceará em 2019. José Mário foi preso nessa quinta-feira, 30, por equipe da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) da Polícia Civil em abordagem na avenida Trajano de Medeiros.

O suspeito, que tinha mandado de prisão em aberto, não esboçou reação ao ser abordado. Ele foi conduzido para a sede da DCTD, no bairro de Fátima. Conforme investigações, José Mário é suspeito de participar do incêndio a carros de luxo em uma concessionária na avenida Santos Dumont, durante a onda de ataques do ano passado.

De acordo com a Polícia Civil, essa é a segunda prisão em quatro dias de membros da organização criminosa apontada como responsável pelos ataques. Na última segunda, 27, equipes da Delegacia Municipal de Barbalha prenderam Maxsuel dos Santos, 22, com antecedentes criminais por tráfico de drogas e crime contra a paz pública. Ele é suspeito de participar de ataques e prédios públicos e veículos de transporte coletivo.

Dos seis suspeitos de chefiar as ações criminosas no Ceará, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) informa que prendeu quatro homens: Marcos André Silva Ferreira, 24, conhecido por “Branquinho”; Yago Steferson Alves dos Santos, 26, o “Yago Gordão”; Francisco de Assis Fernandes da Silva, 43, o “Barrinha”; e Francisco Tiago Alves do Nascimento, 33, o “Tiago Magão”.

Os outros dois foram capturados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pela Polícia Federal: Deijair de Souza Silva,29, o “De Deus”; e “Siciliano”, respectivamente.

Foto: ALEX GOMES

Fonte: O Povo Online

Comentários