Setor de bares e restaurantes espera prorrogação do decreto de isolamento e estima volta em 60 dias


Em comunicado enviado aos seus associados, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Ceará (Abrasel-CE) informou que diante da provável prorrogação do decreto estadual que impede a reabertura dos estabelecimentos por mais 14 dias, a partir de 21 de maio, a expectativa da associação é de que, “na melhor das hipóteses”, o setor volte com 100% da capacidade somente em 60 dias.

“Importante reforçar também que o que foi apresentado não se trata de um plano definitivo ainda. O Governo do Estado ainda irá se posicionar oficialmente”, destaca a Abrasel.

A entidade diz que durante a reunião do Grupo de Trabalho formado por representantes do Governo do Estado e do setor produtivo ainda não foi apresentado um plano definitivo de retomada. E que novas frentes de ação por parte da Abrasel-CE serão tomadas a partir do posicionamento oficial do Governo.

“A posição da Abrasel em relação ao que foi apresentado é que falta previsibilidade que nos dê segurança para planejar a retomada das atividades”, diz a entidade no comunicado.

Segundo foi dito pelo Governo do Estado à Associação, “após estes 14 dias de baixa da doença, se inicia a primeira fase de retorno às atividades, ou seja só se atingiria 100% do funcionamento da economia após 42 dias, pois são 14 dias da primeira fase, mais 14 da segunda, 14 da terceira e finalizando com a quarta fase”.

“Diante disso, vamos batalhar em algumas frentes, a partir do posicionamento oficial do Governo”, arremata.

Foto: Reprodução

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários