Bolsonaro confirma vinda ao Cariri para inaugurar transposição do Rio São Francisco


Em matéria divulgada pelo Badalo, foi afirmado em fala do ministro Rogério Marinho que Jair Bolsonaro deveria vir ao Ceará, mais precisamente desembarcando em Juazeiro do Norte, para participar de cerimônia de inauguração da transposição do Rio São Francisco no Estado. Nesta terça (9), o presidente confirmou sua vinda, e deve chegar ao Cariri no próximo dia 20 de junho.

Em uma reunião ministerial realizada nesta manhã, Bolsonaro confirmou sua vinda, garantido a continuidade dos serviços, apesar das dificuldades financeiras impostas pela pandemia do novo coronavírus. Justificando a solenidade, este afirmou que o desenvolvimento econômico do Brasil também depende da segurança hídrica.

“Não paramos nossa agenda habitacional e, a cada semana, entregamos entre 2 a 3 mil moradias aos estados. Após 500 anos de Brasil, vamos em 20 de junho ao Ceará comemorar a chegada das águas do São Francisco àquele estado”, disse o presidente.

Chegada do presidente

A expectativa é de que Bolsonaro desembarque no Aeroporto de Juazeiro do Norte, onde deve seguir para o local da cerimônia. As águas do São Francisco adentram o território caririense pelo município de Jati, com canal que segue por Jardim, Missão Velha e Barbalha.

Até o momento, o Planalto não divulgou informações sobre como irá ocorrer a solenidade, diante da situação pandêmica do Covid-19.

Canteiro de obras

Na reunião, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, afirmou que as obras não param, apesar da situação pandêmica em que vivemos. Ele disse que esta e demais obras da pasta tem seguido procedimentos rígidos de segurança, evitando possíveis contágios entre os operários.

Segundo dados divulgados recentemente pela revista Valor Econômico, bem como as entrevistas com os ministros, a transposição do rio São Francisco deverá contemplar cerca de 7,1 milhões de pessoas em 223 municípios nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. As obras tiveram início em 2007 e deveriam ter sido concluídas em 2012, com investimento de R$ 4 bilhões. Após 13 anos de atraso, a estimativa é que o orçamento chegue a R$ 12 bilhões.

Com informações do O Povo Online

Por George Wilson

Foto: Sérgio Lima/Poder 360

Fonte: Site Badalo

Postar um comentário

0 Comentários