Caixa abre neste sábado para saque do auxílio dos nascidos em julho


A Caixa vai abrir 680 agências no país neste sábado (6), das 8h às 12h, para o saque da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600. O benefício, que já havia sido antecipado para uso digital por meio do aplicativo Caixa Tem, estará disponível para resgate em dinheiro, de acordo com a data de nascimento, para aqueles que receberam a primeira parcela até 30 de abril.

Neste sábado, 2,6 milhões nascidos em julho poderão sacar o dinheiro. Na segunda-feira (8), continua o pagamento para os nascidos em agosto. Os beneficiários nascidos de janeiro a junho já contam com a possibilidade de saque em espécie.

Como sacar

Para sacar, é necessário gerar um código autorizador (token) no aplicativo Caixa Tem. Caso os beneficiários tenham dificuldade para gerar o código, esse serviço poderá ser realizado nas agências da Caixa.

A partir desta data, também será possível a transferência do benefício para contas da Caixa ou de outros bancos. Para evitar aglomeração e filas nas agências, esse grupo já teve o valor depositado na conta poupança digital desde o dia 20 de maio. Agora terá a possibilidadede sacar em dinheiro.

Mas por meio do aplicativo Caixa Tem é possível pagar contas de água, luz, telefone e boletos, além de fazer compras de alimentos, roupas ou medicamentos pela internet. E também pagar por meio de QR code, aproximando o celular das maquininhas.

Calendário do saque da segunda parcela
Sábado (6) – nascidos em julho
Segunda-feira (8) – nascidos em agosto
Terça-feira (9) – nascidos em setembro
Quarta-feira (10) – nascidos em outubro
Sexta-feira (12) – nascidos em novembro
Sábado (13) – nascidos em dezembro

Quem tem direito

O auxílio foi criado para minimizar a crise provocada pelo coronavírus na população de baixa renda e de trabalhadores informais.

Para ter direito ao benefício é preciso estar desempregado, ou ser microempreendedor individual, contribuinte individual da Previdência Social e trabalhador informal.

Além de pertencer à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até três salários mínimos (R$ 3.135,00).

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Fonte: Portal R7

Postar um comentário

0 Comentários