Ceará chega a 4.708 mortes por Covid-19 e ultrapassa balanço oficial de óbitos na China


O Ceará superou a China em número de mortes por Covid-19. Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde (Sesa), às 17h55 desta quinta-feira (11), o Estado apresentou 189 óbitos nas últimas 24 horas, totalizando 4.708.

O território chinês, país onde se iniciou a pandemia do novo coronavírus, apresentava 4.638 vítimas fatais em contagem promovida pelo hospital Johns Hopkins, dos EUA. No entanto, muitas nações solicitam uma recontagem dos dados pelo governo asiático, principalmente os Estados Unidos.

“A China acaba de anunciar uma duplicação no número de mortes pelo ‘Inimigo Invisível’. É muito maior que isso e muito mais alto que nos EUA, não chega nem mesmo perto!”, postou Trump em sua conta no Twitter no início de abril.

Ainda em 28 de abril, o Brasil ultrapassou os óbitos oficiais de mortes do governo chinês.

Os números da Covid-19 no Estado
Com letalidade de 6,3%, o total de infectados no Ceará é de 74.692. O epicentro é a capital Fortaleza, somando 29.951 casos confirmados.

A doença também evoluiu para o restante do Estado, registrando concentração em Sobral (3.736) no interior. Já na Região Metropolitana, Caucaia (2.811) é o destaque negativo.

O número de exames aplicados é 173.093. A Sesa informou também que 52.628 pacientes conseguiram se recuperar da infecção de SARS-CoV-2.

A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está em 79,34%, e o de enfermarias é 68,46%. Ainda são investigados 54.180 possíveis casos e 563 óbitos suspeitos de Covid-19.

Leitos do PV

A Prefeitura de Fortaleza iniciou o funcionamento de uma nova ferramenta para familiares de internados com Covid-19 no Hospital de Campanha Presidente Vargas. A plataforma virtual “Paciente PV Acompanhante” vai atualizar uma vez a cada 24 horas o quadro clínico do infectado pelo coronavírus.

Para ter acesso ao boletim de saúde, o familiar precisa digitar o CPF do paciente, responder até quatro perguntas de segurança, como data de nascimento e nome da mãe, e em seguida, aceitar as condições de uso. A partir do preenchimento correto das informações, o parecer médico é liberado.

Foto: Helene Santos

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários