Contas de luz: suspensão de cortes por inadimplência é prorrogada até 31 de julho


Uma medida da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) beneficia consumidores de energia elétrica no Ceará com a proibição de cortes, pelas distribuidoras, até o final de julho, mesmo com inadimplência. A Agência anuncia a decisão em meio a pandemia do coronavírus

A decisão foi tomada nesta segunda-feira (15), e os cortes começaram a serem proibidos em 24 de março, por 90 dias, até 23 de junho. A prorrogação da medida foi uma solicitação dos secretários estaduais de energia.

A suspensão de cortes continua a valer para todos os consumidores residenciais e também para serviços essenciais – como unidades de saúde e hospitais, serviços de entrega de alimentos e metrô, por exemplo.

O Ministério de Minas e Energia estima que as concessionárias do setor sofreram impacto negativo de R$ 6,6 bilhões com efeitos da covid-19 desde 18 de março, incluindo R$ 3,76 bilhões pela alta da inadimplência.

A agência reguladora irá abrir uma consulta pública para discutir a flexibilização gradual dessas medidas especiais após julho, com previsão de retorno à normalidade total das regras em janeiro de 2021.

Foto: Reprodução

Fonte: Site Ceará Agora

Postar um comentário

0 Comentários