Profissionais da Segurança Pública multiplicam ações de solidariedade no Ceará


“O importante não é o que se dá, mas o amor com que se dá”. A frase da religiosa Madre Teresa de Calcutá demonstra o espírito solidário de diversos profissionais que compõem o sistema de segurança pública do Ceará.

De março até os dias atuais, muitas ações de mobilização e gestos de solidariedade foram desenvolvidas pelos policiais civis, militares e bombeiros militares. A força da solidariedade dos agentes de segurança resultaram nas doações de toneladas de alimentos, além de máscaras e produtos de higiene, elementos fundamentais para proteção no combate ao novo coronavírus (Covid-19), o inimigo invisível do mundo. As doações, que ocorrem em todo o Estado, já chegaram à marca de quase nove toneladas de alimentos distribuídos.

As ações partem de todas as vinculadas da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), com a participação efetiva de profissionais das Polícias Civil do Estado do Ceará (PCCE), Militar do Ceará (PMCE) e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE). As campanhas consistem em doações de alimentos, equipamentos de proteção individual e material para higiene, entre outros. Geralmente, os agentes da segurança iniciam a corrente do bem e acabam conseguindo envolver outras pessoas da sociedade e comerciantes que aderem às campanhas e doam também.

Para o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS/CE), André Costa, além de trabalhar na linha de frente, por se tratar de um serviço essencial à população, os profissionais da segurança pública sempre arranjam formas de ressignificar a relação de servir e proteger a população. “Temos muitos movimentos que são espontâneos, desenvolvidos pelos profissionais que fazem a segurança pública das pessoas. É algo que sempre fez parte da nossa história. Muitos policiais já atuam em trabalhos voluntários, projetos sociais, que muitas vezes são pagos do próprio bolso. E não poderia ser diferente agora neste momento de pandemia”, diz.

André Costa cumprimenta os profissionais pela atenção e cuidado que eles têm diante dessas situações de exceção, mas principalmente pelas iniciativas do dia a dia, que vão muito além das obrigações de cada homem e mulher que faz parte da segurança pública do Ceará. “Quero parabenizar cada policial civil, militar, bombeiro militar, profissional da Perícia Forense que tem se dedicado além do trabalho de cuidar de cada cearense, que precisa nesse momento de pandemia”, disse André Costa. Para ele, as boas ações devem ser feitas e compartilhadas, de forma que gerem nas pessoas a vontade de ajudar para que assim seja possível formar uma grande corrente do bem para fortalecer aqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social, principalmente durante tempos tão desafiadores.

Ações

Na última quarta-feira (3), policiais militares lotados na 3ª Companhia do 23° Batalhão de Polícia Militar (BPM), no Pecém, em São Gonçalo do Amarante, doaram 40 cestas básicas aos moradores de comunidades da cidade de Paracuru, na Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Ceará. As famílias atendidas pela boa ação residem nas localidades de Palma, Araçá, Murim e Grossos. Os profissionais de segurança contaram que uma das idosas beneficiadas disse que a iniciativa não era apenas a entrega de alimento para o corpo, mas também era uma forma de alimentar a alma de todos.

Já na última segunda-feira (1º), policiais da Unidade de Segurança Integrada (USI), composta por policiais civis da Delegacia Municipal de Guaramiranga e policiais militares da 3ª Companhia do 4° Batalhão de Polícia Militar (BPM), distribuíram pouco mais de uma tonelada de alimentos para 75 famílias que vivem nas localidades do Bananal e Pé de Ladeira em Guaramiranga. A ação demonstrou a força das instituições que atuam diariamente irmanadas no combate à criminalidade e na solidariedade de ajudar os mais necessitados.

Outra campanha realizada, desta vez, de forma conjunta pela Polícia Civil, a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Ceará (Adepol-CE) e o Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sinpol-CE) foi o “Alimente Uma Vida – Sua Solidariedade é Um Prato Cheio”. Somente nesta ação, foram arrecadadas cerca de 4 toneladas de alimentos que foram destinadas a moradores da grande Barra do Ceará em Fortaleza e de comunidades do município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. A ação foi desenvolvida nos meses de abril e maio.

Além da campanha “Alimente Uma Vida – Sua Solidariedade é Um Prato Cheio”, outras ações organizadas por equipes da Polícia Civil se destacaram durante o período de isolamento social. Entre elas está a entrega de 180 cestas básicas e kits de produtos de limpeza realizada por equipes da Delegacia Metropolitana de Maracanaú. A distribuição beneficiou famílias em situação de vulnerabilidade nos bairros Colônia, Antônio Justa, Alto da Mangueira, Boa Vista, Alto Alegre e Jagatá em Maracanaú. Já policiais do 7º Distrito Policial (DP) também participaram de um momento de solidariedade junto à comunidade onde atuam. Eles se reuniram e doaram 86 cestas básicas e materiais de limpeza para famílias carentes dos bairros Pirambu, Cristo Redentor e Barra do Ceará.

Uma ação desenvolvida pelos policiais militares do 18º BPM já arrecadou e distribuiu cerca de três toneladas de alimentos. Os alimentos foram distribuídos entre famílias carentes moradores dos bairros Antônio Bezerra, Autran Nunes, Bela Vista, Henrique Jorge, Pici, Presidente Kennedy e Quintino Cunha que integram a Área Integrada de Segurança 6 (AIS 6) de Fortaleza. Além das famílias em vulnerabilidade social, as doações beneficiaram os alunos que integram os projetos sociais “Lutando pela Paz” (ensino de jiu-jítsu), “Jogadores da Paz” (aulas de futebol), “Entre Peças e Cordas” (violão e canto), Clube da Melhor Idade (ginástica laboral para a melhor idade) e GIGP (grupo de infantes), todos mantidos pelo 18º BPM.

Outra ação de destaque da Polícia Militar partiu de policiais lotados na cidade de Abaiara, no Cariri cearense. Lá, os policiais militares tomaram a frente de uma ação que teve como objetivo a doação de máscaras para as comunidades carentes e moradores da zona rural daquele município. A ideia surgiu após os policiais se depararem com muitas pessoas sem utilizar o equipamento que se tornou essencial nesse período de pandemia. Cerca de mil máscaras foram fabricadas por costureiras da região, que também estavam precisando de ajuda, pois estavam sem trabalho devido ao período do isolamento social. A ação, que começou no mês de abril, já percorreu todos os sítios próximos da região. Na sede da cidade, o material foi colocado à disposição da população em um varal estendido em frente ao destacamento da PMCE local.

PMCE local.

Militares do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) também participaram de campanhas com o objetivo de auxiliar famílias que enfrentam dificuldades em razão da pandemia do novo coronavírus. Eles atuaram em várias frentes no interior do Estado. Uma das ações aconteceu nos municípios de Limoeiro do Norte e Russas, na Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18) do Estado. Ao todo, os bombeiros entregaram 92 cestas básicas completas, 60 litros de leite, oito fardos de sucos, seis fardos de achocolatado pronto, seis fardos de leite com cereais, 50 quilos de doces, 90 kg de arroz.

Já em outra ação do CBMCE, desta vez no município de Tauá, os bombeiros arrecadam alimentos e realizaram a distribuição de 30 cestas básicas a famílias carentes vinculadas ao Programa Jovem Brigadista de Valor (JBV) dos bombeiros militares. Em outro momento, profissionais do Corpo de Bombeiros doaram outras 30 cestas básicas a famílias carentes nas cidades de Guaramiranga e Baturité.

Foto: Reprodução

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Postar um comentário

0 Comentários